Revista da Papelaria

Início » Notícias / Varejo » Papelaria raiz

16/08/2018

   

Papelaria raiz

Apesar de apostar em novidades, a Papelaria Botafogo se mantém fiel à boa e velha papelaria convencional

Atuante no mercado desde junho de 2005, a Papelaria Botafogo começou como fotocopiadora em uma universidade do Rio de Janeiro. Com o aumento da demanda por produtos do segmento na universidade, o proprietário da empresa, Claudio Lopes, passou a incluir itens de papelaria em seu mix. Hoje, o empresário aposta em outros serviços e produtos, mas sempre com foco em seu verdadeiro negócio: papelaria. “Minha loja disponibiliza serviços de cópias, impressões e plastificação, além de alguns serviços terceirizados, como carimbo. E trabalhamos com papelaria em geral, seja escolar, escritório, informática ou artística”, descreve Claudio.


Diferentemente de outras empresas do mesmo ramo, a Papelaria Botafogo vê a alternativa de vender gifts um desperdício para a área. Segundo o proprietário, é possível atuar com diferentes abordagens e dialogar com diversos mercados e públicos sem deixar de ser uma papelaria. “Acreditamos que as papelarias podem ser muito mais do que lojas de presente, e é nisso que apostamos. Somos defensores da ‘papelaria-papelaria’. Não dá para pintar uma caneta de outra cor, chamar de presente de ‘luxo´, triplicar o valor e achar que vamos criar um mercado promissor”, defende o empresário.


Focar o que há de melhor no segmento sem precisar recorrer às novidades que fogem um pouco do mix padrão de uma papelaria tem dado certo para Claudio Lopes. Segundo o empresário, seu perfil de clientes é bem diversificado, passando por artistas, advogados, crianças e até mesmo outros comércios. “Apostamos na variedade e na paixão por demonstrar aquilo que estamos vendendo, ainda que, muitas vezes, nossos clientes não estejam muito a fim de aprender”, dá a receita do sucesso


Mesmo com uma loja apertada e uma vitrine pequena, o dono da Papelaria Botafogo garante que seu espaço é repleto de bons produtos e que em cada cantinho é possível encontrar itens interessantes. O que ele não tem de espaço, tem de criatividade! Para solucionar esse problema, ele usa métodos criativos para depois compartilhar em suas redes sociais e trazer ainda mais visibilidade para o seu negócio. “Transformamos problemas diários em oportunidades. Um exemplo disso é a ação que fizemos com a Posca para a recuperação do nosso letreiro, o que impulsionou nossa venda de canetas”, conta orgulhoso.

 

< Anterior | Próxima >