Revista da Papelaria

Início » Notícias / Negócios » O amor está na papelaria

31/05/2017

   

O amor está na papelaria

Dia dos Namorados se aproxima, e o comércio já organiza as vendas

A menos de um mês do Dia dos Namorados, papelarias renovam o estoque de presentes com o propósito de aumentar o faturamento e conquistar novos clientes. As papelarias Ipanema Papéis e a JV Papelaria contam o que estão preparando para aproveitar a terceira melhor data do calendário varejista brasileiro, atrás apenas do volta às aulas e Natal.


Atuante no segmento desde a década de 70, a papelaria Ipanema Papéis, localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro, todo ano cria uma ambientação especial para a data mais romântica do ano. “Arrumamos a vitrine e o interior da loja logo depois do Dia das Mães, a partir do dia 15 de maio. Na véspera do Dia dos Namorados, entregamos flores na entrada da loja. A ideia é atrair clientes para o interior dela. Ao chegarem lá, eles são direcionados para a seção de presente”, explica o diretor Romulo Pais. Já os atrativos oferecidos pela JV Papelaria serão campanhas promocionais nas redes sociais e 10% de desconto no pagamento à vista.


Uma preocupação da proprietária Paula Poroca são os produtos estocados. “Vamos comprar a quantidade certa para evitar excedentes. A aposta será nos produtos mais tradicionais, com apelo visual para a data, tais como caneca, copo, almofada, chaveiro e porta-retratos”. O tema também é visto com relevância para o empresário Romulo Pais. “Com o propósito de não termos desperdícios, fazemos uma conta e verificamos quantos produtos sobraram de determinada data comemorativa, do ano anterior, para efetuar novas compras”, esclarece.


Os empresários afirmam que vale a pena investir Dia dos Namorados porque a data representa a terceira melhor venda do ano. É também uma boa oportunidade de apresentar os demais itens oferecidos pela papelaria e, assim, garantir o retorno dos clientes. “Os clientes não podem associar a papelaria apenas à venda de material escolar. Os presentes, livros, brinquedos precisam ser vistos. Isso garante o retorno deles à loja”, finaliza Paula. 

 

< Anterior | Próxima >