Revista da Papelaria

Início » Notícias / Negócios » Inovação e variedade

16/06/2017

   

Inovação e variedade

Papelaria Papel Moderno trabalha com mais de 40.000 produtos e vira referência no bairro para artigos de festa

Com uma experiência de 40 anos trabalhando no setor papeleiro, José Gomes, de 74 anos, mais conhecido como Seu Gomes, não esconde o orgulho em falar sobre o seu negócio, a papelaria Papel Moderno, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro. À frente da papelaria há seis anos, ele comprou o empreendimento, já tradicional no bairro, e dobrou o número de vendas e de produtos. “Você tem que ter as pessoas certas no lugar certo”, sintetiza.


A loja, espaçosa e organizada, tem três andares: um para exposição de produtos, com 600 m², e dois para estoque. Impressiona também a quantidade e variedade dos artigos oferecidos: material escolar, material de escritório, presentes, material de desenho e pintura, artigos para festas, informática e bazar. “Atualmente, possuímos uma média de 43.310 produtos. Nosso diferencial é ter o máximo possível daquilo que o cliente procura. Atendemos cerca de 30.000 clientes e vendemos 150.000 produtos por mês”, enfatiza o dono.


Os artigos de material escolar e de escritório representam 50% da venda da Papel Moderno, no volta às aulas chegam a 70%. Já artesanato e festas representam 20% cada e gifts, 10%. A papelaria é a única na região que trabalha com produtos de festa, que são expostos na parede ocupando todo um corredor. “A área dá bons resultados, todo dia tem comemorações acontecendo, a venda não para. Viramos referência na região nesse sentido, não temos concorrência. O que é importante é a atenção nas novidades e nos personagens licenciados, que tanto as crianças como os adultos gostam”, sugere o dono José Gomes.


Na Papel Moderno, os artigos mais repostos são canetas e pastas. Segundo Seu Gomes, os produtos básicos de papelaria vendem muito e, por isso, os maiores fornecedores são Faber-Castell, Compactor, Tilibra e Yes Brasil. Como dica para outras papelarias, ele sugere investir na variedade de produtos. “Quanto maior variedade, melhor, pois o consumidor acaba encontrando na sua papelaria o que não encontra nas outras. Além disso, vale prestar atenção na demanda dos clientes, providenciar artigos que eles não encontraram”, destaca.

 

< Anterior | Próxima >