CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Gestão

Como usar datas comemorativas a favor da sua papelaria

Compartilhe

Com planejamento e criatividade, é possível se destacar no segmento e conquistar novos clientes

O que Dia das Mães, Dia dos Namorados e Natal têm em comum? Mais do que datas comemorativas, esses e outros dias especiais no calendário trazem muitas oportunidades para quem trabalha no segmento de papelaria. Poder trazer uma comunicação visual diferente e produtos novos é um diferencial e tanto para quem quer sair na frente e alavancar as vendas durante esses períodos.

“Temos que ter uma comunicação visual que mostre a campanha que está sendo realizada e, consequentemente, as categorias de produtos envolvidos na data comemorativa têm que estar bem sortidas”

Flavio Henrique Papile, D7 Merchandising

Para Flavio Henrique Papile, gerente comercial da D7 Merchandising, de São Paulo, o volta às aulas é uma data marcante nas papelarias, porém há diversas datas comemorativas no calendário nacional em que há muitas oportunidades de alavancar as vendas. “Carnaval, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e demais datas são ótimos momentos para montar campanhas de trade marketing”, explica.

Segundo Lilian Salmim, especialista senior em visual merchandising, também de São Paulo, é importante aproveitar esses períodos sazonais, porque o fluxo de clientes estará maior nessas datas. “É lógico que sempre terá alguma data que vai estar mais de acordo com o produto que a papelaria venda, como volta às aulas, por exemplo, e tendo essa informação, o investimento pode ser maior por parte da loja. É fundamental então que o comerciante faça análises anuais para que possa comparar cada período com precisão e verificar o que traz mais rentabilidade e destaque para a loja”, afirma.

Com o calendário em mãos, o primeiro passo é dividir a verba entre as datas sazonais e escolher o material a ser usado nas campanhas e decorações da loja. “Campanhas e temáticas são feitas de acordo com o produto, por isso, a sua compra é primordial. Após análise do produto, cria-se a comunicação que vai captar o cliente, na qual todas as informações estão conectadas”, esclarece a especialista em VM.

Papile explica que decoração temática da loja, reforço à compra de produtos de determinada categoria e comunicação com o cliente são fatores essenciais para uma campanha. “Temos que ter uma comunicação visual que mostre a campanha que está sendo realizada e, consequentemente, as categorias de produtos envolvidos na data comemorativa têm que estar bem sortidas”, lembra. Em outras palavras, fazer campanha e não se abastecer é suicídio empresarial.

Mas com quanto tempo devo trabalhar? De acordo com Papile, o período ideal para desenvolver uma campanha são cinco meses: um mês de planejamento, um mês de criações e desenvolvimento, dois meses para produção de materiais e um mês de divulgação. Lilian Salmim, acrescenta que “se for apenas comunicação visual com adesivos e banners, 20 dias é tempo suficiente. Já para decorações com cenografia, mais ou menos 40 dias”.

Como explorar o ambiente
Há uma mudança no comportamento de compra das pessoas. Para Salmim, hoje em dia, o que faz com que o cliente seja fidelizado é proporcionar a ele uma experiência. “Isso só é possível quando se traça qual é o público-alvo do seu negócio e explora todo o universo do cliente, com branding, missão, valores, identidade e posicionamento da marca”, enfatiza. “A continuação de tudo isso é a vitrine, a iluminação, a exposição de produtos, som ambiente e até mesmo o oferecimento de água e cafezinho. O cliente gosta de ser surpreendido sempre”, pontua Lilian Salmim.

Para Papile, da D7 Merchandising, além da comunicação visual ser um fator primordial para chamar atenção durante as datas, pontos extras de vendas para produtos específicos também são itens fundamentais na campanha, pois, com displays e expositores, há a possibilidade de alavancar vendas de categorias. “Campanha sonora também ajuda o comerciante a conquistar mais vendas na loja”, explica.

365 dias: mantenha sempre seus clientes na loja
Além de todas as estratégias durante os períodos sazonais, é necessário manter um fluxo contínuo dos clientes na loja. “Precisamos identificar as compras por impulso que podemos realizar por meio de investimento em marketing, que pode ser feito por e-mail marketing, SMS, transmissão no WhatsApp e também em redes sociais. É essencial mostrar novidades, promoções, campanhas sustentáveis etc. nesses canais. Isso muda o fluxo da loja e se torna um diferencial”, sinaliza Papile.

Lilian Salmim reitera, ainda, que uma loja com uma vitrine bonita e estratégica, com uma coordenação de visual merchandising organizada e setorizada atrai clientes. “A vitrine tem como intenção captar os clientes, por isso, uma opção também é pensar em decorações que não sejam comemorativas e sim que estejam alinhadas com o momento”, finaliza.

Foco nos negócios e olho no calendário!
Selecionamos algumas datas comemorativas que já são amplamente exploradas pelo varejo e outras que têm muita afinidade com o setor de papelaria. Inspire-se, use para explorar uma determinada categoria de produtos ou para homenagear o seu cliente com uma comunicação direta!

JANEIRO
Volta às aulas

FEVEREIRO
24 Carnaval

MARÇO
8 Dia Internacional da Mulher
19 Dia do Artesão
20 Dia da Felicidade
27 Dia do Grafite

ABRIL
12 Páscoa
19 Dia do Índio

MAIO
8 Dia do Artista Plástico
10 Dia das Mães

JUNHO
5 Dia da Ecologia e Dia Mundial do Meio Ambiente
12 Dia dos Namorados

JULHO
20 Dia do Amigo
26 Dia dos Avós

AGOSTO
9 Dia dos Pais
11 Dia do Advogado e Dia do Estudante

SETEMBRO
7 Dia da Independência
30 Dia da Secretária

OUTUBRO
3 Dia do Personal Organizer
10 Dia do Empresário
12 Dia das Crianças
15 Dia do Professor
31 Dia das Bruxas


NOVEMBRO
5 Dia do Design Gráfico
27 Black Friday

DEZEMBRO
25 Natal