CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Varejo

De agência de publicidade à papelaria

Compartilhe

Em Dourados, um bacharel em direito decide mudar de ramo (duas vezes!) e empreender no setor

O ano era 1999. Otavio Benigon, bacharel em direito e fotógrafo, já estava acostumado às mudanças. Em Dourados, Mato Grosso do Sul, mantinha uma gráfica que prestava diversos serviços de publicidade. Com vontade de expandir o negócio, e percebendo a necessidade da cidade que se tornava um polo industrial e universitário, comprou uma antiga papelaria, a El Shaday (elshadaypapelaria), no centro da cidade.

Após nove anos de trabalho intenso, Otávio sentiu o primeiro golpe: a empresa quase foi à falência. Dourados fica há 100 km de Ponta Porã, cidade que fica na faixa de fronteira do Brasil com o Paraguai, que atrai muitos turistas anualmente para fazer compras, o que tirava muitas vendas do lado brasileiro. O empresário não desistiu e viu que só existiam duas opções. “Concluímos que precisaríamos tomar uma drástica decisão: fechar as portas ou se reinventar. Optamos pela segunda opção.” relembra.

A renovação veio como aumento de serviços oferecidos para os clientes. A papelaria passou a oferecer personalização de canecas e camisetas e revelação de fotos, o que salvou a empresa.  O empresário insistiu no que gosta e não se arrepende. “Apesar de minha formação ser bacharel em direito, decidi fazer o que gosto, vender e empreender.” conta Otávio. Para ele, essa história foi o maior acerto como empreendedor.

O mundo está sempre em movimento e não é diferente com as empresas. Os planos de Otávio para o futuro são focados em modernizar cada vez mais seu negócio, que já dura 18 anos. Para ele, papelaria é um setor que enfrenta pouca sazonalidade, já que é uma necessidade de diferentes grupos e classes da sociedade. “A sazonalidade, principalmente na venda de materiais escolares, não compromete os resultados gerais da empresa, pois o segmento de serviços tem alta demanda o tempo todo”. E os números confirmam a necessidade: Dourados, que é a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, é o município que mais contrata e lucra no setor de serviços de acordo com os últimos dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho, o Caged.

 O empresário pensa em fortalecer o site e as redes sociais, para começar a vender para outros estados. A El Shaday Papelaria atende toda a região de Dourados hoje, que compreende 33 pequenos municípios localizados há poucos quilômetros, o que garante uma clientela fiel e antiga.

A experiência de Otávio Benigon no ramo permite que ele dê dicas importantes. “Trabalhar bastante, conhecer bem o negócio, os concorrentes, os produtos e os fornecedores e inovar sempre, considerando a velha máxima de que a coisa mais constante no mundo dos negócios é a mudança”, ressalta.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *