CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Opinião

Ensino melhor, corrupção menor!

Compartilhe
Papelaria Ensino melhor corrupção menor

Rubens Passos, presidente da Abfiae, mostra a relação entre as escolas e a corrupção enraizada

Em meio às frequentes denúncias de fraudes e propinas no país, investigadas no âmbito de operações da Polícia Federal e atuação do Ministério Público e da Justiça Federal, é preciso enfatizar a importância da educação. Quanto mais preparado, culto e bem formado é um povo na área do ensino, maior será sua consciência cívica e mais sólidos serão seus valores éticos e morais. Corrupção há em todo o mundo, mas não é sem motivo que o problema é mais grave e frequente nas nações nas quais a escolaridade é precária.

Assim, não é sem razão que temos defendido com ênfase a melhoria do ensino público no Brasil, entendendo que sua qualidade, ao ser equiparada à das escolas particulares, responderia à prioridade da democratização de oportunidades, formação de recursos humanos qualificados, melhoria da competitividade da economia e ascensão do patamar de renda.

Não há como dissociar a péssima qualidade de nosso ensino de episódios como os relacionados à Lava-JatoCarne FracaMensalão, massacre de presos por facções em presídios, violência e criminalidade nas ruas, improbidade a varejo no setor público e outros problemas que maculam nossa imagem no exterior. Faltam civismo, patriotismo e valores éticos e morais.

Extinguir a cultura da corrupção exige profunda mudança cultural, e ensino de excelência melhora, sim, os padrões de comportamento da sociedade. Pessoas desonestas existirão sempre, em todo o mundo e classe de renda. Porém, não podemos continuar convivendo com uma postura de improbidade epidêmica no Brasil.

Não basta defendermos transparência, investigações rigorosas e punições legais exemplares. As soluções não estão apenas na descoberta dos crimes e condenação dos responsáveis. Precisamos de mudanças profundas de comportamento. Essa é uma revolução histórica que começa nas salas de aulas. É por isso que os alunos das escolas públicas precisam de conteúdos de excelência, professores motivados e valorizados, livros e materiais escolares de qualidade.

É esse avanço que temos defendido de modo incansável, não apenas como fabricantes de materiais escolares, mas sobretudo como cidadãos!

Post anterior
Próximo post

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *