CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Destaque

Feiras do mesmo setor se unem durante a pandemia do Coronavírus

Compartilhe

A ABCASA, ABIMAD e ABUP publicaram em suas redes sociais que estão agindo em conjunto para a apoiar os setores que representam, durante a prevenção do vírus COVID-19 

O Coronavírus (COVID-19) faz parte de uma cadeia de vírus que causa infecções respiratórias que possui uma alta taxa de transmissão rápida entre as pessoas. Por causa disso, vários países do mundo estão sob alerta e os governos, reforçam a necessidade de um isolamento social neste momento, para evitar que mais pessoas sejam contaminadas e o número de mortos no Brasil com essa doença, aumente mais ainda. Por isso, as feiras que discutem os mesmos setores, decidiram não só adiar suas exposições, como também agir em conjunto e à favor do segmento durante essa crise.

Por consequência desta situação, foi decretado pelo Estado brasileiro que todos os comércios, com poucas exceções como: farmácias, supermercados, petshops e hortifruits, fechem por pelo menos 15 dias, a partir do dia 24 de março de 2020 e as feiras e eventos sejam adiadas ou suspensas por tempo indeterminado. Esse tipo de atitude evita aglomeração de pessoas em um só ambiente e impede a propagação da atual doença. 

As organizações da ABCASA (feiras de artigos para casa, decoração, presentes, utilidades domésticas), ABIMAD (Associação Brasileira das Indústrias de Móveis de Alta Decoração) e ABUP (feiras de decorações e utilidades domésticas), se manifestaram em suas redes sociais, especialmente com posts no Instagram, sobre a situação difícil dos mercados que representam e expõem em suas feiras anualmente. 

O post feito pelas administrações dos eventos discutidos, deixou claro a união das administrações das feiras para garantir a estabilidade dos setores de artigos para casa, alta decoração, móveis, presentes, festas, flores e têxtil. Para isso, disponibilizaram em suas redes conteúdos para que as 900 empresas possam ter dicas de como passar por esse momento e se manterem seguros, além de terem encaminhado ao governo federal um pleito emergencial para a adoção de medidas prioritárias em relação aos setores mencionados.

Tags: