CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Organização

Identificar e decorar

Compartilhe
Papelaria Identificar e decorar

Diversidade de etiquetas garante organização de forma mais divertida

Início do ano letivo: esta é a hora de arrumar as mochilas e colocar o material escolar em ordem. Tudo devidamente separado e identificado. Uma tentativa de pais e responsáveis de garantir que os itens que vão diariamente para a escola permaneçam por mais tempo na posse dos filhos é etiquetando-os.

Cada vez menos presentes em balcões e prateleiras de todo o Brasil, os adesivos retangulares brancos com moldura vermelha são substituídos por etiquetas coloridas. Essas, além de divertirem com novos layouts, papéis e formatos diversos, identificam, decoram, enfeitam e deixam os materiais e uniformes com a cara do dono, seja criança, adolescente, jovem ou adulto.

Não só cadernos e livros, mas todo material que faz o trajeto casa-escola diariamente com os estudantes podem ser identificados. Lápis, borracha, canetas, tesoura, uniforme e até a mochila ganham etiquetas personalizadas e coloridas.

Para a empresária Renata Resnitzky, sócia do e-commerce Grudado em Você, que produz etiquetas personalizadas para escolas e crianças, o mercado tem apresentado novidades criativas.

“Esse mercado de etiquetas tem crescido muito a cada ano. Quando comecei, em 2010, existiam apenas duas empresas no país. Hoje já são centenas de empresas e indivíduos empreendendo nesse nicho”, analisa a empresária que vive na Austrália.

Renata conta que percebeu a oportunidade de negócios quando morava em Sidney com filhos em idade escolar. Lá era comum que coleguinhas apresentassem todo material escolar etiquetado. Ela teve que se adaptar, gostou e viu, então, um nicho de mercado para Brasil e investiu.

“Na Austrália, meu filho tinha seus uniformes, mamadeiras, copinhos, lancheiras, enfim, todos os seus pertences etiquetados. Era perfeito, nunca perdi nada. Mas quando voltei ao Brasil, percebi que não existia nada para identificar as milhares de coisinhas e roupinhas que vão para a escola todos os dias. Se podemos fazer algo para evitar que nossos filhos percam suas coisas, vamos começar agora mesmo”, conta Renata.

“Esse mercado de etiquetas tem crescido muito a cada ano. Hoje já são centenas de empresas e indivíduos empreendendo nesse nicho”

Renata Resnitzky, da Grudado em Você

A empresária relata que, antes de iniciar o negócio digital, fez uma pesquisa minuciosa e percebeu que essa era uma necessidade não só dela, mas de muitas outras mães por aqui. Para identificar uniformes e roupas, era comum a utilização da canetinha para tecido. O que, para ela, deixa a roupa com aspecto sujo e manchado pelo suor e após algumas lavagens.

Atualmente, o mercado já oferece opções de etiquetas de material termocolante. Elas funcionam sendo fixadas na roupa com auxílio do ferro de passar e são resistentes à água. Um dos campeões de venda, o adesivo para identificação de uniformes e outras peças de tecido, pode ser transparente, colorido, ilustrado com temas e personagens animados e, ainda, personalizado com nome da criança ou da escola.

Outra campeã de vendas nas papelarias e e-commerces são as tags, etiquetas de identificação não adesivas, que, similarmente aos chaveiros, são penduradas com correntinhas e presas às bolsas, mochilas, lancheiras. Personalizadas sob encomenda ou com espaços para preenchimentos dos dados da criança, podem ser encontradas em lojas pelo Brasil. No cartão podem constar informações como alertas sobre alergias e necessidade de medicamentos. Algo fundamental para os pequenos que frequentam creche e educação infantil.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *