CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Consumidor

Lettering: os atuais TOPs da internet

Compartilhe

Quem diria que, em tempos tão digitais, a técnica de desenhar letras estaria tão em alta

Essa arte que vem ganhando milhares de fãs na internet consiste, basicamente, em desenhar letras de forma livre e autêntica, criando um estilo único. Diferentemente da tipografia, que se utiliza de padrões preexistentes, o lettering deixa o artista livre para criar as letras do zero, sem seguir nenhum tipo de padrão. Dessa forma, é possível arriscar e escrever de forma espontânea. Quando buscamos por lettering na internet, encontramos diversos conteúdos, desde desafios até workshops, para quem quer se profissionalizar, inclusive aulas para iniciantes. Para alguns, é apenas um hobby ou uma maneira de se expressar com a arte; para outros, é um trabalho de onde provém sua renda mensal.

Vamos conhecer alguns dos principais nomes de lettering no Brasil que mais têm visibilidade nas redes sociais. Os números de seguidores são do fechamento desta edição.

TALITA MARQUES
Instagram @marquestalita –43,5k seguidores.
Faceboook @mrqstalita –21,8k seguidores
Talita teve o seu primeiro contato com o lettering aos 20 anos, quando ainda trabalhava como designer. Era uma forma de relaxar durante seu tempo livre. Ela conquistou a internet por acaso, quando um perfil grande de frases no Instagram compartilhou uma de suas artes dando os créditos. Os seguidores gostaram e foram até ela em busca de conteúdos similares. Hoje, Talita vive do lettering e, para ela, essa arte é a coisa mais prazerosa da vida. Quando se trata de artes em papel, não pode faltar o clássico: lápis, borracha e caneta de nanquim.

ROBERTO STUDIES
Instagram @robertostudies – 84,2k seguidores
Youtube Canal Roberto Studies – 4,8k inscritos; seus 26 vídeos já geraram mais de 96 mil visualizações
Roberto começou com o lettering no início do ano passado, após se inspirar em outros perfis que utilizavam dessa arte para se organizar e aprender sobre outros assuntos. Atualmente, o lettering faz parte de sua rotina, contribuindo muito para seus estudos e desenvolvendo cada vez mais o seu lado criativo. Em sua mesa, não pode faltar uma brush pen, que, segundo ele, com essa caneta é possível atingir uma infinidade de traços e efeitos para deixar o lettering lindo. Roberto também comentou sobre o mercado do lettering: é novo, está em expansão e, por isso, precisamos sempre valorizar os artistas dessa área.

KAROL STEFANINI
Instagram @karolstefanini –291k seguidores
YouTube Canal TipoDela – 43k inscritos; seus 68 vídeos já geraram mais de 1 milhão de visualizações
O Instagram é o principal canal pelo qual a Karol interage com o seu público, mostra seus trabalhos e dá todo o tipo de dica em relação à arte e aos materiais utilizados. Seu primeiro contato com o lettering foi quando ainda cursava a faculdade de design, concluída em 2014. Ela desenvolveu uma relação muito especial com a técnica desde que seu noivo comprou uma coleção de canetas para presenteá-la. Hoje, essa arte significa seu estilo de vida, seus sentimentos e suas percepções de mundo. Vivendo 100% do lettering, ela precisa de materiais que unam qualidade e durabilidade. Nos trabalhos da Karol não podem faltar a caneta Posca à base de água e pigmentada e o tradicional giz, que é um grande aliado para as artes feitas em paredes.

PAMELA DEBORTOLI
Instagram @letteringcreative – 36,1k seguidores
Pamela conheceu o lettering pelo Pinterest e se apaixonou pelas letras desenhadas na mesma hora. A partir de então, se tornou uma das coisas mais importantes em sua vida. Com foco 100% voltado para o lettering, Pamela tem um site onde vende três tipos de apostilas digitais para quem está começando nessa área e quer praticar ou aprender mais. Seus produtos queridinhos são: sketchbook com folhas pontadas, caneta water brush da Pentel com tinta nanquim e caneta da Faber-Castell ponta porosa 1,0mm.

MARINA VIABONE
Instagram @marinaviabone – 116k seguidores
YouTube Canal Marina Viabone – 216k inscritos; seus 197 vídeos já renderam mais de 8 milhões de visualizações
Desde criança, Marina gosta de desenhar. Formada em arquitetura e urbanismo, por conselho de um professor, pegou o hábito de desenhar todos os dias em seu sketchbook, criando cada vez mais intimidade com o papel. Em 2015, Marina largou seu emprego em um escritório de arquitetura e passou a se dedicar somente ao lettering. Hoje em dia, leciona cursos de workshop e faz trabalhos freelancer nessa área. Para ela, tudo vira inspiração: desde músicas e viagens até histórias de outras pessoas. Entre seus materiais mais usados estão a caneta nanquim, a water brush e a caneta Posca.

NA LOUSA
Instagram @nalousa – 41,8k seguidores
Quem dá vida ao @NaLousa é um casal. Rafael Mlatisoma e Daniela Braga encontraram na arte do lettering, além de uma forma de trabalho, a força de vontade, superação e inspiração para viver a vida. A relação do Rafael com o lettering começou em 2013, após se formar em arquitetura. Por causa de algumas desilusões com a carreira, acabou seguindo por esse caminho. Atualmente, os dois vivem somente do lettering, fazendo trabalhos e dando cursos para quem quer aprender mais sobre essa arte. Seus materiais básicos são: lápis, borracha, canetas hidrográficas pretas, canetas nanquins, canetas pincel, giz e marcadores permanentes.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *