Google Analytics --> O lápis como matéria-prima - Revista da Papelaria
CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Artes e artesanato

O lápis como matéria-prima

Compartilhe
O lápis como matéria-prima

Desenhos, fotografia e produtos de papelaria são alguns dos recursos que Lin Lima utiliza para exercer seu ofício

O lápis é a principal ferramenta de trabalho de Lin Lima! Pois ele não serve apenas para escrever e desenhar, mas também para moldar os desenhos e transformá-los em verdadeiras esculturas, peças de arte. Dessa forma, o artista usa a técnica da plasticidade do lápis para criar suas obras.

Sua principal fonte de recursos são, sobretudo, as papelarias. É lá onde o artista encontra suas ferramentas de trabalho e também inspiração. “Sem elas, minha produção certamente seria inviável. As papelarias são minhas minas,” destaca Lima. O artista consome não apenas os lápis com cores, formatos e tamanhos diversos, como também canetas Posca, papel Canson, foam board Pluma, cola Cascorez extra e estilete Olfa. Na hora de escolher onde comprar, ele vai sempre pelo preço e facilidade de encontrar os produtos. O artista confessa que não é fiel a uma papelaria. Prefere fazer pesquisas a fim de sempre encontrar a que tenha melhor bom custo-benefício.

Nas suas experiências em visitas a tantas papelarias, sejam grandes ou pequenas, as histórias se repetem. Independentemente da loja que entra para pesquisar ou comprar, quando faz seu pedido, a expressão de espanto dos atendentes é comum e curiosa. “Como nunca compro menos de 100 lápis, toda vez que entro em uma papelaria eles ficam sem entender o que farei. A reação de surpresa deles quando mostro os trabalhos finalizados é muito gratificante. Principalmente quando lembro com quem comprei determinados lápis e mostro o que consigo fazer.”

Lin Lima fez seu primeiro curso de desenho com 14 anos, ainda em idade escolar. Mas foi no curso técnico de edificações, pela então Escola Técnica Federal de Campos, que teve contato com muitos materiais ligados à área. Mais tarde, formou-se bacharel em Pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ e passou pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage e pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Desde 2011, Lin Lima trabalha com galerias e expõe suas obras regularmente. São mais de 15 exposições individuais no currículo e mais de 50 exposições coletivas. Atualmente, é representado pela Porta Vilaseca Galeria, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *