CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Inovação

Papelaria Personalizada

Compartilhe

Segmento não para de crescer e gera demanda para lojistas no fornecimento de vários insumos

Com a prática cada vez mais comum de identificação e personalização de objetos, brindes, artigos para festas, material escolar e até roupas, o mercado de papelaria é um dos que mais tem se beneficiado com a tendência. A chamada papelaria personalizada se transformou numa crescente oportunidade de negócio.

Tanto as personalizações mais populares como as de luxo para produção de brindes e lembranças para casamentos e outros eventos estão em ritmo crescente. Para um negócio como esse, que exige criatividade, é necessário estar ligado nas tendências, no mercado, nos personagens do momento e em dia com as visitas às papelarias em geral. Papéis de diversas cores e gramaturas, colas, fitas, tesouras, cortadores, impressoras são alguns dos instrumentos básicos de trabalho do setor.

Thiara Ney recomenda organização e qualidade dos produtos para quem deseja entrar no ramo da papelaria
customizada.

A papelaria personalizada de uma festa, por exemplo, começa com o convite. Em seguida, itens de decoração, cardápios, lembrancinhas, sinalizadores de mesa, cartões de agradecimento, enfim, tudo o que compõe a identidade visual da festa. Em um casamento, as cores, estilo e elementos da história do casal devem ser estampados nos itens de papelaria. Em festas infantis, os temas, itens e lembrancinhas são os mais variados possíveis.

Na mochila dos estudantes há cadernos, lápis, borrachas, livros, na bolsa dos pequenos, ainda há brinquedos, roupinhas e outros acessórios. Todos esses itens devem estar etiquetados, devidamente identificados e até mesmo enfeitados com personagens da preferência do estudante, informações pessoais da criança, das turmas e dados de saúde, por exemplo.

Foi essa tarefa, geralmente materna, que despertou em Renata Resnitzky, sócia do e-commerce Grudado em Você (www.grudadoemvoce.com.br), a ideia de montar o negócio. Com pouco investimento e a necessidade, a de etiquetar e personalizar os materiais dos filhos, Renata começou sua empresa com pouco menos de R$ 10 mil. Morando na Austrália e em busca de estabelecer o negócio no Brasil, para atender ao mercado brasileiro, Renata deu o pontapé com uma impressora, adquiriu cerca de 10 rolos de etiqueta, saquinhos para embalagem, envelopes, tesoura e um website.

É justamente quando os filhos estão pequenos que as mulheres buscam ideias para tocar um negócio home office, o que possibilita dar mais atenção à família, especialmente aos pequenos. A maternidade tem impulsionado o empreendedorismo feminino. Ao todo, existem cerca de 24 milhões de empreendimentos liderados por mulheres no Brasil.

Dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)  apontam que são mais de dois milhões de empreendedoras que têm filhos e são chefes de família. Seja por necessidade, oportunidade ou pelas duas situações, elas decidiram que era o momento de empreender e mudar o rumo da história. Então, começam as pesquisas de modelos de negócio, e o mercado de papelaria personalizada cresce a cada ano. Esse crescimento contribui para o sucesso do setor de papelarias, que fornecem as matérias-primas para os artesãos e profissionais que atuam na produção de personalizados.

O processo de conhecer o mercado, fornecedores, concorrentes, variedades de produtos, equipamentos, técnicas de operação e funcionamento e preços é fundamental para que se faça o investimento adequado. Participar de feiras, exposições e eventos do setor para conhecer pessoas, empresas e marcas também é uma boa iniciativa para quem pretende iniciar o negócio nessa área.

Capacitação é outro ponto importante. Existem marcas, lojas, blogs e profissionais liberais que oferecem cursos de curta duração, presenciais ou on-line. Dedicação em se atualizar, adquirir conhecimento, dominar e se especializar em uma das técnicas deve ser um diferencial. Noções de design, artes gráficas, decoração são requisitos para trabalhar com personalizados. Como em toda empresa, conhecimentos de gestão, marketing, comunicação e vendas é essencial.

Renata Resnitzky começou o negócio Grudado em Você incentivada pela própria necessidade de identificar objetos dos filhos.

Para a empreendedora Thiara Ney, profissional à frente do Estúdio Tuty (www.tuty.com.br), organização, qualidade dos produtos e boa gestão são os três principais fatores que podem garantir que a empresa prospere desde o primeiro ano.

Nada como uma busca na internet para começar a entender o mercado e as necessidades para se investir nesse negócio. No Google Trends, ferramenta do Google que mostra os termos mais buscados na rede, apresentando gráficos com a frequência em que um termo particular é procurado, é possível perceber que o termo “papelaria personalizada” teve um aumento na busca no último ano, o que pode significar crescente interesse no tema, seja para investir no mercado ou para contratar o serviço.

O fato é que o aumento desse tipo de negócio aquece e movimenta o setor de papelaria. Lojas de grande porte ou de bairro são importantes fornecedoras ou parceiras de empreendedores de personalizados.